O COBIT 2019 e o Dilema entre Personalizar e Comparar

A característica mais importante do COBIT 2019 é a possibilidade de as organizações poderem personalizar seus frameworks de governança e gestão de TI.

O COBIT 2019 Design Guide mostra como realizar essa personalização, que leva em consideração a estratégia corporativa, o perfil de risco da organização, questões-chave de Informação & Tecnologia (I&T) específicas da organização, entre diversos outros aspectos.

Dessa forma, tem-se, ao final do processo, um framework único para cada organização.

Esse é um grande ganho da nova versão do COBIT, entretanto, preocupa-me como ficará a atividade de benchmarking num contexto como esse.

A comparação de desempenho entre as organizações é um mecanismo muito poderoso, que induz à melhoria por meio do isomorfismo mimético. O índice iGovTI do TCU tem um papel importante nesse sentido, pois permite à organização pública comparar-se com seus pares do mesmo e de outros segmentos, quanto à adoção de boas práticas de governança e gestão de TI.

Contudo, voltando ao contexto de frameworks, como realizar essa comparação do desempenho da I&T se as organizações adotam frameworks diferentes?

Aceito sugestões!

Dr. João Souza Neto
Professor do IBGP

O Dr. João Souza Neto leciona o curso de “Governança de TI no Setor Público utilizando o COBIT 2019”.

Saiba mais em:

Curso Governança de TI no Setor Público utilizando o COBIT 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *