A importância do componente Implementação

“Dentre os cinco componentes da Estrutura, gostaria de enfatizar a importância do componente Implementação.

Como todos nós sabemos, a implementação bem-sucedida de uma rotina ou de um projeto depende da conscientização e engajamento das partes interessadas. Isso é explicitado de forma clara tanto no PMBoK 6 quanto na ISO 31.000:2018.

Entretanto, para minha tristeza, não encontro a atividade ENGAJAMENTO E CONSCIENTIZAÇÃO DAS PARTES INTERESSADAS contemplada em nenhum dos processos/sistemas de gestão de riscos das organizações do setor público brasileiro.

Perde-se muito com isso, pois, dessa forma, não haverá uma gestão contínua das necessidades das partes interessadas (tão volúveis!), gerando problemas de adoção (buy-in) por parte de algumas delas e, devido à falta de uma ação contínua de conscientização, a incompreensão do que efetivamente está sendo realizado.

Portanto, recomendo aos gestores de processos de gestão de riscos que incluam a atividade ENGAJAMENTO E CONSCIENTIZAÇÃO DAS PARTES INTERESSADAS em seus processos. Essa é uma atividade contínua como as atividades Comunicação & Consulta e Monitoramento & Revisão do Processo da ISO 31.000:2018.”

Dr. João Souza Neto, professor do IBGP, lecionando o curso de “Governança e Gestão de Riscos de TI – Uma Abordagem Integrada COSO e COBIT”.

Saiba mais em:

Governança e Gestão de Riscos de TI Uma Abordagem Integrada COSO e COBIT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *