A Dor Insuportável da Declaração de Apetite a Risco Inefetiva

Algumas pessoas me falam que sua organização tem uma Declaração de Apetite a Risco (DAS), mas eles não percebem sua utilidade no dia a dia.

Esse sintoma tem nome, chama-se Declaração de Apetite a Risco Inefetiva, e é mais comum do que parece. Fui, há alguns meses, numa grande instituição de Previdência Privada e lá perguntei se eles tinham uma DAS. Sem disfarçar a satisfação, eles prontamente responderam que sim. Ato contínuo, perguntei de que forma a DAS era utilizada nos processos de gestão e governança da organização – silêncio total! Não conseguiram me dar nem um exemplo.

Você agora vai me perguntar – qual é o remédio para essa dor? Simples como um comprimido de aspirina, o pouco conhecido Framework de Apetite a Risco (FAR). Esse framework preocupa-se justamente em tornar a DAS efetiva, cuidando para sua divulgação, acompanhamento, gestão, atualização, monitoramento do seu uso, entre outros.

Portanto, se a sua organização já tem uma DAS, faça uma análise crítica da sua efetividade. Talvez você esteja precisando de um FAR.

 

Dr. João Souza Neto

Professor do IBGP no Curso “Governança e Gestão de Riscos de TI – Uma Abordagem Integrada COSO e COBIT”.

Saiba mais em:

Governança e Gestão de Riscos de TI Uma Abordagem Integrada COSO e COBIT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *