Diferenças entre Setor Público e Privado

Para que se possa identificar as dificuldades para implantação da Governança no setor público é fundamental que se distinga as diferenças conceituais entre a Governança aplicável ao setor público e aquela incorporada pelo setor privado. Também é importante analisar as teorias de mudança organizacional para investigar qual delas explica a dinâmica de mudanças no setor público.

Desse modo, como resultado da dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação da Universidade Católica de Brasília, como requisito para obtenção do grau de Mestre em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação, Geraldo Loureiro, propõe realiza estudo sobre os conceitos de Governança Corporativa, Governança de TI e Gerenciamento da Área de TI, à luz dos postulados da Teoria Institucional que bem explicam a necessidade de ações isomórficas para legitimação das práticas e procedimentos que viabilizam a implantação da Governança de TI na área pública. Veja a íntegra da dissertação em Diretrizes_Implantacao_Governanca_TI_Setor_Publico.

Conclui-se no estudo, que a divergência maior entre esse setor público e privado se encontra na forma como os agentes responsáveis pela governança reagem a essas pressões. No setor privado, o foco está na reversão do resultado financeiro, na busca pela remuneração do capital investido, para sobrevivência da empresa. No setor público, busca-se a salvaguarda das decisões e legitimidade das ações, a sobrevivência da organização depende do cumprimento de cerimoniais, ritos legais e mitos culturais, dado que inexistem indicadores financeiros de resultado.

Corrobora essa conclusão alguns pressupostos, a seguir detalhados.

Comentários estão fechados.